logo colégio motivo

Bullying na escola: como identificar e combatê-la? Confira!

Alunos do Colégio Motivo reunidos de forma harmônica no jardim

Infelizmente, o bullying na escola é uma realidade em muitas escolas do Brasil e do mundo, mas cada vez mais o assunto está sendo levantado e levado a sério pelos órgãos competentes.

O ‘bullying’ pode ocorrer em diversas etapas da educação, seja na Educação Básica, no Ensino Fundamental ou até no Ensino Médio e em universidades.  

Especialistas afirmam que a melhor forma de combater a violência e o ‘bullying’ nas escolas é através da prevenção.

Prevenir é sempre o melhor remédio, por isso é muito importante aprender o que é ‘bullying’, como acontece, como identificar e como solucionar o problema do bully nas escolas.

O ‘bullying’ pode ocorrer em diversas etapas da educação, seja na Educação Básica, no ensino fundamental (anos iniciais e finais) ou até no Ensino Médio e em universidades.

Entenda melhor o que é o ‘bullying’ e como combater essa prática que é crime no Brasil.

O que é Bullying?

De acordo com o Ministério da Educação, o ‘bullying’ é:

“Todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo que ocorre sem motivação evidente, praticado por indivíduo ou grupo, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la.

Causando dor e angústia à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas”.

Conforme definido pela Lei n.º 13.185/2015, que instituiu o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying).

O Bullying é uma violência cometida contra outra pessoa, a qual pode ser física ou psicológica e para ser considerada ‘bullying’ deve acontecer de forma repetitiva, com o objetivo de ferir de alguma forma a pessoa que está sofrendo Bullying.

Estudos recentes revelam que 69,7% dos estudantes declararam ter presenciado alguma situação de violência dentro da escola, de acordo com os dados extraídos em 2015 da pesquisa realizada pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO).

Em uma outra pesquisa, a Pesquisa Nacional da Saúde do Escolar, 7,4% dos estudantes informaram que já se sentiram ofendidos ou humilhados e 19,8% declararam que já praticaram alguma situação de intimidação, deboche ou ofensa contra algum de seus colegas.

De acordo com essas duas pesquisas, o ‘bullying’ é um problema sério que precisa ser levado em consideração e necessita ser combatido por todos.

Leia também:

- Primeiro dia na escola: como preparar os filhos? As 5 dicas!

Nova call to action

Como o Bullying acontece?

O Bullying acontece quando uma pessoa ou um grupo de pessoas passa a importunar alguém com ofensas, zombarias e até agressões físicas, sem motivo aparente.

Em geral, as intimidações podem se iniciar por alguma disputa, por ciúmes ou alguma diferença entre os alunos.

Crianças com características mais retraídas são em geral os alvos escolhidos pelos agressores, que utilizam da intimidação para se sentirem superiores e validados.

As vítimas do ‘bullying’ podem ser importunadas por sua aparência, pelas diferenças culturais, pela raça, gênero, relação com outros estudantes ou até mesmo por habilidade em sala de aula e notas.

Como identificar um bullying na escola?

Para identificar um ‘bullying’ é necessário estar atento, em geral, as vítimas se sentem acuadas e têm medo de contar aos seus pais ou professores sobre o ocorrido.

Por isso, é essencial que os adultos, pais, professores e coordenadores estejam sempre atentos para identificar essas situações criminosas.

Os sinais mais comuns de que uma pessoa está sofrendo ‘bullying’ são:

- Medo de ir à escola: A criança ou adolescente passa a fazer de tudo para não precisar ir à escola e enfrentar o agressor;

- Isolamento dos colegas e da família: A vítima se isola dos colegas de sala e dos familiares, pois se sente acuada para tocar no assunto;

- Faltas excessivas e queda do rendimento escolar: Devido à agressão sofrida, a vítima passa a evitar ao máximo o ambiente escolar e com isso seu rendimento cai consideravelmente;

- Ansiedade ou perda de apetite: Algumas pessoas podem sofrer de ansiedade, perda de apetite e insônia devido aos sentimentos provocados pela violência;

- Irritabilidade e tristezas profundas: É comum também que crianças e adolescentes que sofrem ‘bullying’ se tornem mais violentos com os outros como uma forma de defesa.

A tristeza também é um sinal marcante, em alguns casos, essa tristeza profunda pode até se tornar um quadro de depressão.

Todos esses sinais são sérios e é necessário que a escola e os familiares estejam sempre atentos às crianças e adolescentes para combater o ‘bullying’, pois esses sintomas podem gerar quadros psicológicos graves, além é claro da violência física que pode ocorrer.

Como combater o Bullying na escola?

É essencial combater o ‘bullying’ nas escolas, ‘bullying’ é crime! Não é uma brincadeira ou algo que faz parte de uma fase, é uma atitude que pode gerar graves consequências para ambos os lados.

As escolas devem trabalhar com debates e palestras informando e conscientizando acerca do ‘bullying’, além é claro de tomar medidas firmes de combate à discriminação.

Todo o corpo docente e quadro de colaboradores devem estar capacitados para identificar o ‘bullying’ e lidar com esse tipo de situação.

Os pais também têm um papel muito importante no combate ao ‘bullying’, prestando atenção no comportamento de seus filhos, conscientizando e sempre conversando sobre a importância da gentileza e do respeito aos outros.

A parceria pais e escola é essencial, pois através dessa parceria é possível um combate mais efetivo ao ‘bullying’ nas escolas.

Cada estudante também pode ajudar a combater o ‘bullying’, ficando atento ao comportamento dos colegas e em qualquer situação, informando os professores e responsáveis para que tomem medidas.

É importante que a vítima do ‘bullying’ se sinta acolhida, que saiba que será ouvida e não ignorada e que receba toda ajuda e apoio que precisa para superar a situação.

O Bullying nas escolas é uma realidade triste no mundo todo, mas que felizmente pode mudar. Ele pode ser combatido com o apoio de todos.

Pode também ser evitado e prevenido com medidas simples como:

A conscientização da gravidade do assunto, o incentivo ao respeito e à gentileza e o desenvolvimento de projetos que auxiliam a socialização e o debate saudáveis entre estudantes.

Assine a nossa Newsletter e receba mais dicas e conteúdos como esse!

Quero assinar a newsletter!

Postado porColégio Motivo

Postado em21 de maio de 2021


Palavras chave:

Blog do Anglo

Ver todasclique para conhecer mais
receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

    entre em contato

    Entre em contato

    Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

    Conheça nossas unidades

      Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

      Termos de Uso|Politica de Privacidade